O técnico Renato Gaúcho assumiu a culpa pela eliminação do Flamengo na Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira (27), no Maracanã, mais de 31 mil torcedores viram o Athletico-PR vencer o time rubro-negro por 3 a 0. O resultado rendeu diversos xingamentos das arquibancadas e gritos provocativos, como “Ole Ole Ole, Mister! Mister!”, em referência ao treinador Jorge Jesus.

“São justos (os xingamentos). É normal que as cobranças venham. Eu sou pago para isso. Se tem um culpado aqui, sou eu. As cobranças sempre vão existir. O torcedor é paixão. O futebol se resume a uma palavra: vitória. Faz parte. Já estou vacinado contra isso (críticas)”, declarou Renato, que acrescentou:

“Estou vacinado (às críticas). Trabalhei em grandes clubes. Sei da cobrança. Se tratando do Flamengo, é normal. É cobrança. Depois, outro treinador estará aqui e vai ser cobrado também. Nossa vida é assim. Meu grupo não tem culpa de nada. Sem tem algum culpado aqui se chama Renato Portaluppi.”

Com a eliminação da Copa do Brasil, sobrou ao Flamengo lutar pelo Brasileirão, onde, segundo o próprio treinador “as chances de título são remotas”, e pela Libertadores.

“Nós temos chances no Brasileiro, são remotas. Estamos tristes, chateados pela eliminação. Temos ainda algumas chances no Brasileiro, a partir de amanhã vamos virar a página, pensar no Atlético-MG (próximo adversário no Brasileirão). Enquanto tiver chances, vamos brigar”, disse Renato, que mais tarde recordou: “O Flamengo está na final da Libertadores no dia 27. Até lá, vamos recuperando nossos jogadores”.

O próximo duelo do Flamengo será diante do Atlético-MG, que se classificou à final da Copa do Brasil ao vencer o Fortaleza por 2 a 1. O Galo é líder da competição, com 59 pontos. A vitória é tida como uma oportunidade para o Mengão renovar as esperanças de título. O clube da Gávea é o quarto colocado, com 46 pontos.

Informações do SBT Sports.

Clique aqui e assine

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA