Para ouvir nossa rádio, baixe o aplicativo RadiosNet para celulares e tablets com Android ou iPhone/iPads.

O carnaval, que é tradição no Litoral do Paraná, será retomado em 2022, pelo menos em alguns balneários. Guaratuba e Matinhos já confirmaram a programação. Antonina e Morretes ainda avaliam. Essa indefinição, ou falta de consenso, sobre a realização do evento, se deve ainda à pandemia de coronavírus.

O sinal de alerta foi aceso com a nova explosão de casos da doença fora do país, especialmente na Europa. Há o temor de que a festa popular, foco tradicional de aglomerações, traga de volta o caos também por aqui.

Exatamente por causa desse risco, o prefeito de Guaratuba, Roberto Justus (DEM), embora defenda a realização da festividade, faz uma ressalva: “nós vamos acompanhar os números da pandemia. Se for o caso, podemos rever esse entendimento, mas pela situação atual é totalmente possível realizar o carnaval, bem como as festividades de réveillon”.

Segundo Justus, a taxa de disseminação do coronavírus está caindo, o número de casos confirmados e de mortes, também. E o índice de vacinação é cada vez maior. “Fizemos eventos teste, um com idosos e outro com jovens, e nenhum deles teve impactos nos números da pandemia”, pontuou.

Matinhos confirmou a programação. Os eventos acontecerão no centro e nos balneários. Começam dia 19 de fevereiro com o pré-carnaval. Haverá concurso de fantasias, programação para crianças e até com curso de fantasias para pets. Os desfiles acontecem dias 26, 27 e 28. A programação de carnaval segue até o dia 5 de março, quando haverá um show de encerramento.

Já o carnaval de Antonina, que é um dos mais tradicionais do litoral paranaense, ainda não está confirmado para 2022. “Devido às incertezas relacionadas à pandemia ainda estamos avaliando”, afirma o prefeito Zé Paulo (PSD). “O carnaval é uma festa bem importante para Antonina, mas ainda dá para aguardar para definir”, disse.

Morretes também ainda avalia se realiza ou não o carnaval. Na próxima quarta-feira (1), a prefeitura realiza uma reunião de planejamento para 2022 e o carnaval está na pauta.

A ideia é discutir o tema, mas ainda não deve ser tomada uma decisão final. Segundo informações da prefeitura, a intenção é deixar a definição para mais tarde, enquanto os números da pandemia vão sendo avaliados.!

Uma enquete realizada pela Gazeta do Povo revelou que os leitores são amplamente contrários à realização do Carnaval com a pandemia ainda não totalmente controlada. 92% dos que responderam afirmaram que é melhor cancelar para não dar chance a uma nova onda do coronavírus. Apenas 8% defendem a realização do Carnaval, acreditando que a festividade não traz riscos significativos a essa altura da pandemia.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA