Para ouvir nossa rádio, baixe o aplicativo RadiosNet para celulares e tablets com Android ou iPhone/iPads.

Todo começo de ano é aquela aflição. Além dos gastos com impostos como IPTU, IPVA, material escolar e outras despesas de final de ano, uma coisa é quase certa: a passagem de ônibus vai subir. Em Londrina, no Norte do Paraná, as empresas pediram para a prefeitura praticamente dobrar o valor da passagem, saltando dos atuais R$ 4,15 para R$ 10,15. Tudo isso após as empresas receberem um milionário aporte da própria prefeitura para um “reequilíbrio financeiro”.

E essa moda pode até pegar aqui em Curitiba. Por causa da pandemia, não houve reajuste nos dois últimos anos (preço atual é de R$ 4,50), mas o presidente da URBS, que administra o sistema de transporte público da capital, o aumento virá. Resta saber o tamanho da pancada.

O valor da tarifa técnica (que é o valor real da passagem para que o sistema não sofra o tal desequilíbrio financeiro), nas contas da URBS, este valor atualmente está em R$ 7,15 – durante o período em que o regime emergencial deixou de vigorar, entre junho e outubro, esta tarifa ficou ainda mais alta, e foi estimada em R$ 8,11.

O preço da passagem só fica menor para os usuários graças a subsídios dados pelos governos Estadual (que faz o aporte para manter a integração de ônibus entre Curitiba e os municípios da região metropolitana) e Municipal.

O cenário econômico vai forçar, segundo o presidente da Urbs, Ogeny Maia Neto, a aplicar o reajuste, inclusive a queda no número de passageiros ao longo dos anos, além do preço dos combustíveis. O representante da Urbs ainda não sinalizou o percentual do reajuste.

Mais barato do Brasil
Na contramão da maioria dos municípios, a cidade de Araucária, na região metropolitana de Curitiba, reduziu o preço da passagem de ônibus pela sexta vez desde 2018. No meio deste mês passou a valer o decreto assinado pelo prefeito Hissan Hussein (Cidadania) em que a tarifa no município da Região Metropolitana de Curitiba (RMC) caiu de R$ 1,95 para apenas R$ 1,70. A redução é de 12,8%.

Só em 2021, a passagem de ônibus em Araucária teve redução de 22,7%, já que até setembro o valor era de R$ 2,20. Desde que a prefeitura implantou o primeiro desconto no início de 2018, a queda é de 60%. Até o fim de 2017 a passagem custava R$ 4,25.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA