Beto Richa encerra hiato político de 3 anos e assume presidência do PSDB do Paraná

3

O ex-governador do Paraná Beto Richa será o novo presidente estadual do PSDB. O martelo foi batido nesta terça-feira (1º) em reunião da Executiva nacional do partido, que decidiu pela montagem de uma comissão provisória para comandar o PSDB do Paraná após a renúncia do deputado estadual Paulo Litro, que presidia a sigla no estado. A Executiva nacional aguarda, agora, a definição dos demais membros para anunciar toda a nova comissão provisória, o que deve ocorrer até o próximo dia 15.

Pré-candidato a deputado federal, Richa assume o partido para tentar viabilizar um palanque forte ao presidenciável tucano, João Doria, no Paraná; construir a candidatura de Cesar Silvestri Filho para o Governo do Estado; e reorganizar a chapa de candidatos a deputado estadual e federal, visto que dois dos três deputados estaduais tucanos devem deixar o partido na janela partidária de março.

O próprio Paulo Litro e o presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano, deixarão a sigla. Traiano anunciou que irá para o PSD, do governador Carlos Massa Ratinho Junior, enquanto Litro disse à coluna que aguardará o período da janela para definir sua nova legenda. Os dois deputados, apoiadores do governador, entraram em rota de colisão com o partido após a filiação de Cesar Silvestri Filho, que deixou a presidência estadual do Podemos para se tornar pré-candidato ao governo pelo PSDB.

Richa estava fora da política desde 2018. Naquela oportunidade, foi derrotado nas eleições para o Senado, após ter sido preso no meio da campanha em operações da Polícia Federal e do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), em desdobramentos da Operação Lava Jato. Passou quase três anos longe dos holofotes, dedicando-se apenas à sua defesa nos processos. No ano passado, já havia ensaiado o retorno ao tabuleiro político, passando a dar expediente no diretório do PSDB de Curitiba, a rodar o estado em conversas com lideranças do interior e a participar dos eventos públicos relacionados às prévias presidenciais tucanas.

Procurado pela coluna, Richa disse, através de sua assessoria, que não comentaria o assunto até que assuma formalmente a presidência do partido.

Clique aqui e assine

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA