Tarifa do transporte coletivo está mais cara a partir desta terça na RMC.

13

A tarifa do transporte coletivo das linhas que atendem a Região Metropolitana de Curitiba, coordenadas pela Comec, estão mais caras a partir desta terça-feira (15). Para a grande maioria, que são os municípios do chamado primeiro anel de Curitiba, a passagem passou de 4,50 para 4,75 no cartão, o que dá 5,5% de reajuste

Já nas cidades com tarifas diferenciadas os valores praticados variam de R$ 5 a R$ 7, antes variavam de R$ 4 a R$ 6,50.

A tarifa metropolitana ficou três anos sem reajuste, conforme a Comec. Também entra em vigor nesta terça-feira (15) a tarifa diferenciada para pagamento em dinheiro ou cartão.

Considerando o pagamento no cartão, alguns municípios com linhas de ligação direta com a Capital ou demais municípios, ou seja, sem integração, não sofrerão reajuste de tarifa. Entre eles estão: Agudos do Sul, Quatro Barras, Campina Grande do Sul, Itaperuçu, Rio Branco do Sul, Mandirituba, Quitandinha, Contenda e Piraquara.

Para os municípios de Bocaiúva do Sul, Contenda, Itaperuçu e Rio Branco do Sul, para as linhas de acesso à integração com a Capital e pagamento no cartão, o reajuste será de 3,8%. Abaixo do reajuste proposto para o sistema. E no caso da linha de ligação do município de Mandirituba com Fazenda Rio Grande, para pagamento no cartão, o reajuste será de 2,1%.

O anúncio de que as tarifas seriam reajustadas foi feito no dia 28 de fevereiro, data em que Curitiba também anunciou aumento na passagem na Capital.

Veja os reajustes anunciados:

Cartão
A primeira via do cartão é gratuita, bastando apenas uma recarga inicial no valor de uma tarifa e poderá ser solicitada nas centrais de atendimento da Metrocard. Confira aqui os endereços das centrais de atendimento da Metrocard.
Clique aqui e assine

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA