PMs suspeitos de facilitar contrabando de cigarros são presos

42
Foto: divulgação PF
Foto: divulgação PF

Oito policiais militares foram presos e um afastado das funções suspeitos de aceitar propina para facilitar o contrabando de cigarros na região oeste do Paraná, na fronteira com o Paraguai. As prisões são resultado de operação da Polícia Federal (PF) que teve como alvo nesta quinta-feira (9) uma organização criminosa apontada como a responsável por contrabandear até 750.000 maços de cigarros em uma única noite.

Mais de 160 mandados judiciais foram expedidos, sendo 96 de busca e apreensão e 66 de prisão preventiva em oito cidades. Entre os itens apreendidos estão armas, rádio comunicadores e dinheiro em espécie.

Segundo o delegado federal Pedro Henrique Turin, as ordens foram expedidas pela 1ª Vara Federal de Guaíra.

O delegado conta, ainda, que foi descoberto que a quadrilha era capaz de movimentar aproximadamente R$ 3.750.000,00 (três milhões setecentos e cinquenta mil reais) por noite com o contrabando de produtos como cigarros.

Foram identificados ainda líderes, pilotos e outros integrantes que atuavam na logística do crime. As investigações revelaram que os policiais militares presos nesta quinta (9) recebiam propina para facilitar as atividades do grupo, prestando informações sobre a atuação das forças de segurança, fazendo “vista grossa” para a atividade ou dando cobertura aos criminosos.

Clique aqui e assine

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA