Mutirão em Curitiba terá exame de DNA gratuito e outros serviços na área da Família; veja como participar

577
Clique aqui e assine

A população de Curitiba que precisa passar por procedimento de reconhecimento de paternidade poderá ter acesso a exames de DNA gratuitos nesta quarta-feira (5), no mutirão Concilia Paraná, que será realizado no posto da Defensoria Pública do Paraná (DPE-PR), no Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

O atendimento será das 9h às 16h e contará com outros serviços da área da Família, como regulamentação de guarda, visita e alimentos para os filhos, divórcio e dissolução de união estável, também estarão disponíveis

O Paraná registra mais de 6 mil crianças ao ano sem o nome do pai na certidão de nascimento, como relata o defensor público Matheus Munhoz, coordenador da Assessoria de Projetos Especiais da DPE-PR. Segundo ele, o dado chamou a atenção da Defensoria e motivou o órgão a trabalhar a parentalidade em diversos eixos de atuação, como conscientização, educação e direitos, campanhas publicitárias e reconhecimento de paternidade.

“É um tema bastante relevante, porque se sabe que para o desenvolvimento sadio da criança, do adolescente, é necessário que ele tenha conhecimento das suas origens, saiba de onde vem suas características. Também a questão de saúde, caso precise de algum procedimento médico que precise de uma compatibilidade genética’,diz Munhoz.

Atendimento e documentação

Os atendimentos serão gratuitos e por ordem de chegada. Para realização do exame de DNA é necessário levar RG, CPF, comprovantes de residência e de renda dos envolvidos. Munhoz explica que um laboratório foi contratado pela Defensoria Pública para estar no evento e fazer as coletas de material genético.

PUBLICIDADE

“Aqueles que têm interesse em realizar o exame de paternidade, para, posteriormente, fazer reconhecimento da paternidade, é só chegar com a documentação básica, que será atendido e vai ter a coleta no ato”, afirma o defensor.

O resultado sai entre 10 e 20 dias. Na sequência, a Defensoria marca com a família a data para abertura do exame.

Outros casos

Nos demais casos da área da Família, o interessado deve providenciar a documentação relacionada, como certidão de casamento, matrícula de imóvel e documento de veículo, em casos de divórcio e partilha de bens; certidão de nascimento dos filhos, em caso de regulamentação de guarda, por exemplo.

A Alep fica na Praça Nossa Senhora de Salete, s/n, Centro Cívico.

Clique aqui e assine

SEM COMENTÁRIO