Homem que atropelou e matou cachorro em Piraquara é preso horas após o acidente.

3319

Foi preso o homem que atropelou e matou um cachorro em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O acidente aconteceu na manhã desta quarta-feira (6) e ele foi preso logo depois, num trabalho rápido de investigação dos policiais civis da cidade. À polícia, ele disse que achou que o cachorro estava bem.

O atropelamento aconteceu na Rua das Andorinhas, no bairro Guarituba. Dirigindo Renault Scenic, o homem atropelou o cachorro, que cruzou a frente do carro. Ele não parou para tentar socorrer o animal.

“Tomamos conhecimento por intermédio do boletim de ocorrência e logo em seguida os vídeos. Imediatamente determinei que os policiais realizassem diligências para localizar o autor dos fatos. No vídeo fica muito claro que ele está conduzindo carro, atropela o animal e segue viagem, em momento algum parando para socorrer, para verificar as condições do animal, mostrando qualquer desprezo para com a vida do animal”disse o delegado Thiago Andrade.

Segundo o delegado, após um trabalho de investigação, os policiais conseguiram encontrar o homem, que foi preso em flagrante.

“Foi preso pelo crime do artigo 32 da lei de crimes ambientais, que tem pena de dois a cinco anos, com aumento de pena pela morte do animal, que não resistiu. Ele vai responder por maus-tratos, uma vez que atropelou e sequer parou para ajudar ou verificar as condições daquele animal. Para a nossa surpresa, ele não tinha habilitação, ou seja, não poderia estar dirigindo pela cidade, colocando em risco não só a vida de animais, mas também de pessoas, razão pela qual ele vai responder por isso também”detalhou o delegado.

“Tomamos conhecimento por intermédio do boletim de ocorrência e logo em seguida os vídeos. Imediatamente determinei que os policiais realizassem diligências para localizar o autor dos fatos. No vídeo fica muito claro que ele está conduzindo carro, atropela o animal e segue viagem, em momento algum parando para socorrer, para verificar as condições do animal, mostrando qualquer desprezo para com a vida do animal”
disse o delegado Thiago Andrade.
Segundo o delegado, após um trabalho de investigação, os policiais conseguiram encontrar o homem, que foi preso em flagrante.

“Foi preso pelo crime do artigo 32 da lei de crimes ambientais, que tem pena de dois a cinco anos, com aumento de pena pela morte do animal, que não resistiu. Ele vai responder por maus-tratos, uma vez que atropelou e sequer parou para ajudar ou verificar as condições daquele animal. Para a nossa surpresa, ele não tinha habilitação, ou seja, não poderia estar dirigindo pela cidade, colocando em risco não só a vida de animais, mas também de pessoas, razão pela qual ele vai responder por isso também”
detalhou o delegado.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA