Liminar a favor de Lucio Renato suspende votação de cassação na última Sexta Feira.

927
Clique aqui e assine

Uma liminar concedida nesta sexta feira (16) pela Justiça suspendeu a sessão da Câmara de Piraquara que julgaria a cassação do vereador Lúcio Renato (PSB).

Uma liminar expedida pela Justiça suspendeu, na manhã desta sexta-feira (16), a sessão da Câmara Municipal de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), que iria definir o futuro do vereador Lucio Renato Ribeiro (PSB). Os vereadores iriam tratar da cassação do mandato, pois Lucio foi condenado por agiotagem

A Câmara Municipal de Piraquara já tinha aprovado o processo de cassação do vereador pelo crime de agiotagem em última instância. De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR), foram apreendidos cheques na casa do parlamentar que comprovam o crime.

Lucio teria emprestado R$ 7 mil para uma das vítimas e cobrado R$ 14 mil, ou seja, 100% de juros sobre o valor inicial. Em outro caso, emprestou R$ 20 mil a um casal e pediu R$ 79.992.

Após ser condenado a um 1 ano e 7 meses de prisão em regime inicialmente aberto, a pena foi substituída por prestação de serviços comunitários e multa de dez salários mínimos. Embora os crimes tenham ocorrido antes do exercício de Lucio como vereador, a lei orgânica da Piraquara determina a perda do mandato para parlamentares que sofram qualquer condenação criminal em sentença transitada em julgado.

A sessão que definiria o futuro do vereador chegou a começar normalmente, porém depois da leitura do processo, uma liminar interrompeu os trabalhos. Valmir Nanico, do PSD, presidente da casa explicou o que aconteceu.

“Senhores vereadores, chegou uma liminar, e a gente tem que cumprir a lei. O vereador Lucio ganhou na Justiça pedindo a suspensão da sessão, vamos tomar a decisão conforme ganhou na Justiça. Vamos anexar todos os documentos que o juiz pedir na cidade de Piraquara, quando ele analisar o mérito vamos voltar a marcar a sessão, inclusive partindo do ponto onde terminou que foi após o relatório”.

explicou o vereador Valmir Nanico, do PSD, presidente da Câmara Municipal de Piraquara

Agora, a Câmara aguarda a decisão definitiva quanto a continuidade da sessão que poderá cassar o vereador.

Lucio Renato Ribeiro disse que o processo de cassação é uma vingança contra ele e que a condenação não pode resultar na perda do mandato.

Clique aqui e assine

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA