Adolescente é raptada na saída de escola: pais estão em alerta.

164
Clique aqui e assine

Uma adolescente de 15 anos foi raptada na saída da escola e precisou contar com a sorte para escapar dos sequestradores. O crime aconteceu na pacata cidade de Quatro Barras, na Região Metropolitana de Curitiba.

Foto: Reprodução/Rede Massa

O crime aconteceu na última semana quando a menina precisou ir para casa a pé depois de perder o ônibus no fim das aulas. No meio do caminho, ela foi cercada por bandidos em um carro preto e permaneceu durante algumas horas em poder dos criminosos.

Ela só conseguiu escapar porque os bandidos, em um momento de descuido, deixaram a porta aberta e ela aproveitou para fugir e pedir socorro.

A adolescente raptada está bem, mas os pais e responsáveis por jovens de Quatro Barras estão em pânico, já que ninguém foi preso até o momento.

Adolescente foi raptada por ocupantes de carro preto

A mãe da adolescente estava no ponto de ônibus esperando a filha, mas começou a se preocupar quando ela não apareceu. Pensando que a garota tinha ido direto para casa, ela voltou para casa, mas não encontrou a jovem.

Já em desespero, ela foi até a escola e passou mal quando descobriu que a filha já tinha ido embora. “Desmaiei porque fiquei muito preocupada com ela, sem ter notícias”, desabafa.

O pânico da mãe só teve fim quando ela foi informada que a adolescente estava na delegacia, já depois de escapar dos sequestradores.

Ela disse que notou que era seguida por um carro preto rebaixado e com teto solar. Havia duas mulheres e dois homens dentro do veículo.

A adolescente contou que os bandidos tentaram cercá-la pela primeira vez, mas ela escapou. Alguns metros depois, no entanto, ela foi raptada e colocada à força dentro do automóvel.

Adolescente pensou que fosse morrer
De acordo com a mãe da vítima, a garota contou que os bandidos diziam que “queriam vender ela, que ela nunca mais ia ver a família”.

O que ela não esperava era que os bandidos cometeriam um erro e deixariam a porta destrancada, o que permitiu que ela se jogasse para escapar do sequestro e procurasse ajuda.

Agora, mãe e filha vivem trancadas dentro de casa, mudaram rotina e a jovem, que agora não fica mais sozinha, precisou trocar de colégio. As duas fazem acompanhamento psicológico para tentarem superar o trauma.

A Polícia Civil assumiu a investigação do caso, mas não repassa mais detalhes do andamento do trabalho para não prejudicar o serviço.

Moradores de Quatro Barras apreensivos com novo rapto
Há pouco mais de cinco meses, uma história semelhante aconteceu em Quatro Barras e, desde então, pais e filhos não têm mais sossego. Uma criança e um adolescente sofreram tentativas de sequestro na cidade.

Câmeras de segurança flagraram a ação de um homem num carro preto que tentou puxar o menino para dentro do veículo, mas ele conseguiu se desvencilhar. Uma garota foi alvo do mesmo homem, mas também fugiu antes de ser colocada dentro do carro.

O suspeito era um professor universitário que foi preso, mas deixou a cadeia depois de pagar fiança.

Ainda não há qualquer informação sobre uma possível relação entre esse crime e o rapto da adolescente ocorrido na última semana.

Clique aqui e assine

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA